Departamento pessoal: a serviço da sua empresa

O advento da tecnologia nas empresas fez com que o departamento pessoal fosse muito importante para a adequação do fator humano

O cenário atual do universo empresarial é visto com massiva inclusão tecnológica. Com isso, muitas pessoas, profissionais de diversos segmentos, sentem-se ameaçados por uma ocupação da tecnologia em suas funções de trabalho, dando, assim importância ao departamento pessoal às empresas.

Para alguns profissionais, a tecnologia veio para ocupar o lugar do fator humano. O que sustenta esse argumento é o evidente crescimento de empresas de tecnologia que estão abrindo e o número de serviços dentro de empresas que tão utilizando-se do fator tecnológico.

Justamente nesse momento entra o fator departamento pessoal, para conseguir extrair o melhor da tecnologia e do fator humano, para que ambos se completem e a empresa seja beneficiada com isso.

Autocrítica e autoconhecimento

O primeiro fator a ser trabalhado pelo departamento pessoal é o autoconhecimento da empresa, de cada departamento e de cada funcionário quanto ao seu valor, suas funções e o seu desempenho prático. Através dessa análise, o departamento pessoal consegue traçar diversos fatores como: pontos fortes e fracos, de convergência, de melhoria, de sucesso, enfim…

Esse autoconhecimento traçado pelo departamento pessoal mune-se justamente ao conhecimento de inteligência artificial composto pela tecnologia, braço de trabalho da sua empresa.

E onde as máquinas entram?

Segundo o relatório sobre o futuro dos empregos, The Future Jobs, a tendência é que até 2025, alguns cargos sejam integralmente substituídos pela inteligência artificial, ou seja, máquinas. Atualmente, 29% dos honorários já são substituídos pelas máquinas em todo o planeta. Vivemos a era pós-digital, onde a tecnologia não é mais novidade, mas, sim, faz parte do cotidiano, já diria Walter Longo.

Mas parece contraditório falarmos isso quando dissemos que as máquinas vêm para nos auxiliar e não tomar nosso lugar. Mas é justamente aí que entra o departamento pessoal, que ao estimular o autoconhecimento e a organização entre pessoas e máquina organiza as funcionalidades do pessoal em conjunto com os fatores tecnológicos.

É exatamente aí que entra o departamento pessoal, para extrair o melhor de cada funcionário e departamento, para adaptar funções e colocá-las lado ao lado com as tendências da tecnologia.

Concluímos que

O departamento pessoal desperta e extrai do colaborador o seu melhor, de acordo com a realidade da empresa. E ele é o elo entre a gerência e o funcionário.

Com o departamento pessoal, o papel do funcionário na empresa se torna mais ativo, pois munido à tecnologia ele terá mais subsídios para trabalhar e será muito mais ativo nos resultados do seu ambiente de trabalho.

Facebook Twitter Google+ linkedin email More